domingo, 31 de julho de 2016

UMA PRAIA

Aguarela de Jaime Isidoro
Uma praia isolada, tranquila...
um tempo gasto,
dias que passam
uma infância perdida
quanta fantasia!!!!!!
lágrimas silenciosas,
o meu pranto.
Olhos que se fecham,
de cansaço...
mãos caídas,
desfalecidas...
Árvores rendilhadas
ao entardecer...
um céu azul
se vai perdendo´
e eu perdido me quero esquecer...


LUIS  ROMARIZ
Pensamento:

O pior sofrimento está na solidão
que a acompanha,
«condição humana»

24 comentários:

  1. Belíssimo poema em total sintonia com a foto.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Foto e poema lindos! beijos, ótima semana,chica

    ResponderEliminar
  3. Oi amiga!
    Passando para te desejar uma boa semana.
    Bjus

    ResponderEliminar
  4. Boa noite, Zulmira, lindo poema, quanta sensibilidade do autor, adorei....
    Boa semana.
    Beijinhos!!
    https://kellyrlopes2015.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  5. Maravilhoso poema. Parabéns.


    Beijo e uma excelente semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. O poema é muito bonito :)

    http://myfashionsenseblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Um poema muito bonito. A imagem é extraordinária.

    Beijinhos
    Visite:- http://quadrasepensamentos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Bonito poema
    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  9. Adorei a aguarela e o poema também é muito bonito. Boa semana.

    ResponderEliminar
  10. O ser humano ainda não sabe viver só. Afinal Deus não nós criou para isso.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde Mira.
    Lindíssimo poema e a imagem muito bela. Realmente a solidão deve incomodar. Um lindo mês de agosto. Enorme abraço.

    ResponderEliminar
  12. Olá Zulmira
    Um poema tristonho mas com muito carinho nas palavras.
    bjs

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  13. Há quem goste de solidão - eu não gosto.
    Gosto deste poema e da imagem.
    Desejo que a amiga se encontre bem.

    Bjs.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  14. Lindo demais Mira! Tanto o poema quanto a aquarela! Bjks Tetê

    ResponderEliminar
  15. Um poema lindíssimo... às vezes há cenários assim... onde apenas nos apetece perder... e esquecer do que nos inquieta... em calmos entardeceres de céu azul...
    Aproveitando para me despedir, apenas por umas semanitas, em que farei uma pausa no blogue... mas conto voltar lá para o final do mês, não havendo novidade...
    Beijinhos! Continuação de uma boa semana, um excelente mês para ambos, e boas férias se for o caso...
    Tudo de bom, e até breve!
    Ana

    ResponderEliminar
  16. Oi Mira, que maravilhoso poema e aquarela.
    A solidão demais é triste!
    Beijos, um bom fim de semana!
    Mariangela

    ResponderEliminar
  17. Boa tarde Mira,
    Magnifico poema, que reflecte o meu estado de alma,))!!
    Beijinhos e bom fim de semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  18. Boa noite, querida Mira!
    Quando a gente quer esquecer-se fica uma solidão na alma e não importa se estamos na multidão...
    Lindo!
    Bjm muito fraterno

    ResponderEliminar
  19. "O pior sofrimento está na solidão que acompanha "..que verdade.Amei a poesia, beijinhos

    ResponderEliminar
  20. "O pior sofrimento está na solidão que acompanha "..que verdade.Amei a poesia, beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Oi querida.
    A solidão é a pior miséria.Mas nunca mais fiquei só.
    Lindo
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar