domingo, 19 de março de 2017

TARDES DE VERÃO

Longas as tardes,
de silêncios em suspiros
num quarto quente,
perdido meu corpo no teu...

Como magia,
só os nossos movimentos
de amor incontrolado,
perdido em teus braços....

Nossas mãos,
nossos olhares,
quantos desejos....
quantos pensamentos
e um desejo louco de te abraçar...

Ter-te em meus braços,
perdido e sem pensamentos
quero descansar em teu regaço
recebendo teus beijos húmidos e quentes....



Pensamento:
Sábio é aquele que conhece os limites
da própria ignorância....
poema e foto Luis Romariz
Aristóteles

14 comentários:

  1. Mais uma linda poesia! Gosto muito! bjs, ótima semana,chica

    ResponderEliminar
  2. Que bonito poema! Parabéns poeta!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Bonito poema.
    Aproveito para desejar uma ótima semana!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  4. Que beleza de poema! Tem o calor do Verão e a frescura do mar!

    ResponderEliminar
  5. Existem poetas fabulosos. Eis-lo aí.

    Um beijo
    Saudades:- http://quadrasepensamentos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Mais um bonito poema. A praia de areia escura faz lembrar as da minha ilha.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  7. Um espetáculo de poema
    Que poeta!
    Parabéns
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  8. Que lindo poema!!!
    Obrigada pela visita e comentário amigo Zulmira!
    Continuação de boa semana!Bj

    ResponderEliminar
  9. Mais um poema inspirado. Muito bonito!!
    bjs

    ResponderEliminar
  10. Bonito poema de amor apaixonado! Também a frase de Aristóteles, bem verdadeira.
    Bj

    ResponderEliminar
  11. Um poema envolvente e arrebatador!
    Como sempre, uma belíssima inspiração... Parabéns!
    Beijinhos! Bom fim de semana, para ambos!
    Ana

    ResponderEliminar