sexta-feira, 3 de junho de 2016

METAMORFOSE

foto tirada da net
Nasci flor, frágil, tímida,
nessa timidez e fragilidade
suportei chuva, frio e calor,

Flor sem vaso, sem adubo,
sem comiserações,
ganhei raízes, de frágil e tímida,
tornei-me forte

Olhei o sol de frente
e cresci...
tornei-me no que hoje
sou:
uma MULHER....


autoria  Zulmira Romariz

18 comentários:

  1. Que linda metamosfose! bjs, ótimo fds! chica

    ResponderEliminar
  2. LINDOOOOOOOOOOOOOOO

    Bom final de semana
    Beijinhos
    Hoje um poema de um amigo, visite. Obrigada.

    http://quadrasepensamentos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Bravo!
    Temos poetisa!
    Adorei o excelente poema.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. Lindo. Mas miga, não vejo a flor

    Beijos bom fim de semana.
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Um belo momento poético... de inspiração pura!!!!...
    O talento por aqui... jorra a olhos vistos... e em vertentes tão variadas!...
    Adorei! Parabéns, Zulmira!!!
    Beijinhos! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  6. Bem bonito :)
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Que linda mensagem, Zulmira!
    Beijinhos e bom fim de semana :*

    ResponderEliminar
  8. Belas palavras!
    Beijinho

    http://postigodosmeusdoces.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  10. Boa noite, Zulmira, linda poesia, belas palavras.
    Parabéns, pelo blog, sucesso sempre!!
    Agradeço a visita e o carinho deixado no blog.
    Beijinhos.
    http://kellyrlopes2015.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  11. A metamorfose da vida.
    Lindissimo poema
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  12. Eu adoro borboletas talvez pelo fascínio dessa metamorfose!
    Bj e gostei imenso

    ResponderEliminar
  13. Eu adoro borboletas talvez pelo fascínio dessa metamorfose!
    Bj e gostei imenso

    ResponderEliminar
  14. Mira

    Que surpresa boa! és poetisa!! Lindas palavras definindo o se tornar mulher.

    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Boa tarde Mira,
    Que poema magnifico!
    Parabéns!
    Um beijinho,
    Ailime

    ResponderEliminar